Valadares tem 13 casos de grávidas com o vírus zika

gravida-e-mosquito

O número de gestantes diagnosticadas com o vírus zika em Minas Gerais este ano chega a 222, conforme o boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgado nesta quarta-feira. Em Valadares são 13 casos, de acordo com a SES. Além da cidade, os municípios vizinhos de Coroaci, Frei Inocêncio, Virgolândia e Itanhomi também já diagnosticaram grávidas com o vírus.

 

Em uma semana, o aumento de grávidas confirmadas com a doença no Estado subiu para 46 mulheres — no último boletim eram registrados 176 casos.

 

A pasta investiga 601 casos no Estado e outros 46 já foram descartados pelo levantamento, que teve início no início do ano e levou em consideração os pacientes que procuraram atendimento até o dia 21 de maio. Em Minas, todas as gestantes infectadas pela doença são atendidas pelos serviços assistenciais dos municípios e seguem sendo monitoradas pela Secretaria Estadual de Saúde.

MICROCEFALIA

Ainda segundo o boletim, foram notificados 112 casos no protocolo de monitoramento da microcefalia em Minas. Foram confirmados dois casos com associação à infecção pelo vírus zika, sendo um no município de Sete Lagoas (abortamento) e outro no município de Uberaba (recém-nascido). Há também um terceiro caso que se refere a um recém-nascido com exames de imagem sugestivos de infecção congênita, residente no município de Montes Claros.