Entregador de marmita mata a golpe de capacete ciclista

Neste domingo ocorreu o sepultamento do ciclista que foi morto por golpe da capacete por  um entregador de marmita nesta sexta-feira (03-05) e por fazer parte de um grupo de pessoas que tem o habito da pratica de ciclismo, recebeu a homenagem dos seus companheiros que em grupo que alem de comparecerem ao velório acompanharam em cortejo ate o Cemitério da Paz, onde ocorreu o sepultamento no final deste dia.

A homenagem prestada pelos seus colegas ciclistas comoveu muita gente que presenciou o cortejo que por sua vez teve comparecimento maciço dos seus companheiros que alem do cortejo como já dito prestaram a ultima horaria com todas as bicicletas em pé na forma de corredor onde o cortejo fúnebre passou

Segundo informação a morte deste ciclista de 39 anos ocorreu face a desentendimento com um entregador de encomenda de marmita, cujo pedido foi feito por telefone a uma empresa que presta este serviço na cidade. Apos uma pequena discussão no portão de sua residencia, o mesmo foi agredido com vários golpes de capacetes chegando a óbito.

Apos o agressor cometer o crime, o mesmo ficou no local esperando o comparecimento de uma viatura da Policia Militar que fez a prisão em flagrante e levado para a Delegacia de Policia em Valadares, para ser autuado nos conformes da lei.

Aos Agentes Policiais o agressor disse  que o mesmo presta serviço de entrega de marmitas para uma restaurante na região de Governador Valadares e que tudo ocorreu face ter o mesmo tocado por varias vezes o interfone e não havia sido atendido pelo encomendante

Disse o agressor que o encomendante apos algum tempo saiu no portão de sua casa e segundo relato do Boletim de Ocorrência o motoboy esclarece que o mesmo lhe disse que não precisava tudo aquilo, pois o mesmo estava trabalhando que a seguir retrucou da mesma forma dizendo que também estava.

Por sua vez o motociclista alega que foi agredido e devido a este entreveiro, usando o capacete deferiu alguns golpes  que logo a seguir o homem caiu morto

Algumas testemunha houvidas pela Policia Militar relataram o fato que apos a instauração do Inquerido Policial pela autoridade competente, ira apurar a verdade do ocorrido neste trágico acontecimento.

Apos depoimento na Delegacia de Policia a Autoridade Policial, ao seu juízo entendeu que o mesmo não deveria permanecer em carcere privado ou seja responder em liberdade.

Divulgação da Noticia – Site GazetaMinas.com – Foto da Internet Face Book