UNIVALE PROMOVEU EVENTO DISCUTIR SAÚDE INDÍGENA PARTICIPAÇÃO PROFESSORA CANADENSE

Indígenas de todo o Brasil estão acampados na Esplanada dos Ministérios, para a 15ª edição do ATL- Acampamento Terra Livre.

A ação foi realizada em comemoração aos 10 anos do Mestrado em Gestão Integrada do Território (GIT) e também contou com a participação de outros especialistas em saúde indígena.

Segundo informações coletadas no último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), feito em 2010, a população indígena no Brasil estimava-se em 896,9 mil pessoas, sendo que 63,8% vive na área rural:  um dos motivos que dificulta o acesso adequado à saúde pela maioria dessas pessoas. Diante disso, a Univale realizará no dia 10 de maio, sexta-feira, um encontro para discutir a saúde indígena.

O evento tece como tema geral “Integração serviço e pesquisa na saúde indígena” e, a partir dele, discutirá os subtemas “Pesquisa e serviço na saúde indígena”, “Alcoolismo na população indígena de Maxacali” e “Saúde mental”, com a participação da PhD Belinda Nicolau, da Faculdade de Odontologia da Universidade McGill, no Canadá; do PhD Roberto Carlos de Oliveira, da Universidade de Brasília; e dos representantes da Secretaria Especial de Saúde Indígena, Fernando Pessoa de Albuquerque, mestre em Medicina Preventiva, e o especialista em Saúde Indígena, Rodrigo Venâncio da Silva.

A palestra começou exatamente as às 8h, na sala 12 do Bloco PVA, Campus Antônio Rodrigues Coelho (campus II da Univale). Podem participar alunos e professores de cursos área da saúde, mestrandos e doutorandos, e profissionais da área interessados na temática.

A atividade foi uma iniciativa do Núcleo de Pesquisa Saúde, Indivíduo e Sociedade (SAIS) e faz parte das ações comemorativas dos 10 anos do Mestrado em Gestão Integrada do Território (GIT) que, neste semestre já promoveu outras palestras, como a “Desterritorialização no desastre-crime da Samarco: dos territórios ao corpo-território”.

Confira o minicurrículo dos palestrantes

Belinda Nicolau

É professora associada na Faculdade de Odontologia da Universidade McGill. Graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Paraná, Brasil, e fez mestrado em Saúde Pública pela Barts and Royal London School of Medicine and Dentistry, Londres, Reino Unido. Fez doutorado em Epidemiologia e Saúde Pública na University College London. Depois de um breve período com Paul Speight também na University College London, ela fez uma bolsa de pós-doutorado com Paul Allison e Eduardo Franco na McGill University, Canadá. Na primavera de 2005, Belinda assumiu o cargo de Assistente e depois Professora Associada do INRS-Institut Armand-Frappier, que se mudou para a McGill University em dezembro de 2011.

Roberto Carlos de Oliveira

Possui graduação em Odontologia pela Faculdade de Odontologia de Governador Valadares, especialização em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial e mestrado em Odontologia, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutorado Sanduíche em Saúde Coletiva pela Faculdade de Odontologia da UFMG e Faculty of Dentristy of McGill University/Canadá. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia e Saúde indígena. Professor e pesquisador voluntário do Núcleo de Estudo em Saúde Pública – Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares e Pós-doutorando em Saúde Coletiva pelo Laboratório de Educação, Informação e Comunicação em Saúde – ECOS – da Faculdade de Ciências da Saúde – Universidade de Brasília. 

Fernando Pessoa de Albuquerque

Doutorando em Medicina Preventiva. Possui graduação em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006); especialização em Saúde Coletiva pela USP e mestrado em Medicina Preventiva pela mesma instituição.

Rodrigo Venâncio da Silva

Graduado em Psicologia pela Universidade Vale do Rio Doce (Univale), possui pós-graduação em Atendimento Integral à Família pelo Instituto Aleixo pela Universidade Veiga de Almeida-RJ, especialista em Saúde Indígena pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e em Gestão de Redes de Atenção à Saúde pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz-RJ). Ocupa desde 2008, o cargo de Responsável Técnico pela Área da Saúde Mental Indígena no Distrito Sanitário Especial Indígena de Minas Gerais e Espírito Santo (Dsei/MGES), órgão ligado à Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) / Ministério da Saúde, onde tem desenvolvido atividades de ligadas à gestão da atenção primária à saúde e à execução de atividades voltadas para a promoção de saúde, prevenção e recuperação de agravos nos territórios indígenas.

Serviço

Univale promoveu este evento que foi um sucesso para discutir saúde indígena com participação de professora canadense, tudo ocorreu exatamen com inicio  as 8 horas deste dia e o local foi Bloco PVA, sala 12 – Campus Antônio Rodrigues Coelho (campus II da Univale) – Endereço: Rua Israel Pinheiro, 2000 – Bairro Universitário

Divulgação da Noticia – Site Gazetaminas.com – Coordenação da Imprensa Univale