Soberania brasileira sobre a Amazônia é inquestionável, dizem bispos

“A soberania brasileira sobre essa parte da Amazônia é para nós inquestionável. Entendemos, no entanto, e apoiamos a preocupação do mundo inteiro a respeito deste macro-bioma que desempenha uma importantíssima função reguladora do clima planetário”, defendem os bispos da Amazônia

Icoaraci, Belém do Pará

No mesmo lugar onde, em 2016, o episcopado da Amazônia brasileira escreveu uma carta ao Papa Francisco pedindo a convocação do Sínodo Amazônico, menos de 40 dias antes do início do evento no Vaticano (6-27 de outubro), os bispos da região se reuniram com sacerdotes, religiosos, religiosas, leigos e leigas, num total de cerca de 120 pessoas.

No Centro de Espiritualidade Monte Tabor da Arquidiocese de Belém, a proposta para este encontro (28-30 de agosto) foi o estudo do Instrumento de Trabalho (Instrumentum Laboris) e a partilha de experiências de escuta e da caminhada do processo sinodal nas dioceses e prelazias da Amazônia.