Quase 475 mil famílias imigrantes foram presas na fronteira

Prisões de famílias imigrantes e crianças desacompanhadas registradas na fronteira sul dos Estados Unidos, no ano passado, atingiram recordes. “Junto com as detenções também foi registrado um aumento nos processos de requerimento de asilo”, disse O Comissário Mark Morgan, na terça-feira (29/10).

Os números apresentados mostraram o aumento dramático nas fronteiras ao longo de um ano. Também houve um aumento nas apreensões de narcóticos e um recorde na detenção de imigrantes processados e deportados.

A queda de imigrantes tentando atravessar a fronteira sul, no ano fiscal passado, totalizou quase 1 milhão, de acordo com o anúncio feito por Morgan.

Mesmo assim, as prisões levaram à superlotação nas instalações e, em alguns casos, à deterioração das condições, aumentando preocupações dentro da agência e entre legisladores e grupos de defesa de imigrantes.

A Patrulha da Fronteira dos EUA (CBP, sigla em inglês) prendeu 473.682 família imigrantes no último ano fiscal, contra 107.212 no ano fiscal de 2018. Além disso, 76.020 crianças desacompanhadas foram presas na fronteira, um índice mais alto do que qualquer ano já registrado.

“São números que nenhum sistema de imigração no mundo pode suportar, nem mesmo neste país”, afirmou. “Em um único dia de maio, o CBP deteve quase 20 mil pessoas, cinco vezes a sua capacidade”, continuou.

Divulgação da Noticia – Site BrazilianTimes.com – Fonte: Redação Brazilian Times – Foto reprodução Imagem Internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECENTES