Prefeitura Valadares inicia campanha de doação de sangue

Ação chama a atenção de doadores com foco em abastecer o estoque o Hospital Municipal

Dia 14 de junho é o Dia Mundial do Doador de Sangue. O Hospital Municipal de Valadares aproveita a chegada da data para parabenizar a todos os doadores pelo seu dia e reforçar o apelo para que mais pessoas doem sangue. O convite vem em boa hora já que com a chegada do inverno e das férias o número de doações caem e o armazenamento de sangue diminui. É bom lembrar que a falta do estoque de sangue em um hospital pode levar ao cancelamento de cirurgias e de procedimentos.

Com uma única doação é possível salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado que podem ser utilizados em diversas situações clínicas. Hoje cerca de 400 pacientes por mês recebem algum componente de hemoderivados.

A enfermeira Aparecida Paixão, responsável pelo Comitê Transfusional do Hospital Municipal, destaca a importância da doação. “Todo paciente que recebe transfusão aqui na instituição, o Comitê Transfusional realiza abordagem a familiares para que esse componente seja reposto, mas nem sempre conseguimos alcançar a meta necessária. São 450 pacientes só aqui no Municipal e na maioria das vezes eles recebem mais de uma bolsa cada um. Hoje realizamos média de 400 transfusões/mês, mas infelizmente a reposição não chega a 1/3.”, lamenta.

Doar sangue é um processo fácil, rápido, seguro e solidário. Quem deseja doar sangue vai passar por uma pré-triagem em que é feita a verificação dos sinais vitais (pressão arterial, temperatura e batimentos cardíacos), peso e teste de anemia. Posteriormente, é feita uma triagem clínica que tem o objetivo de detectar alguns impedimentos, como doenças, para a doação. Essa entrevista é particular e os dados são mantidos sob total sigilo. O rigor na triagem é importante para garantir a saúde das pessoas que receberão o sangue, uma vez que ela não pode ser contaminada com outras doenças.  É coletado aproximadamente 450ml de sangue, além de amostras para a realização dos testes laboratoriais.

Para doar sangue para o Hospital Municipal basta comparecer ao Hemominas, que fica na rua Barão do Rio Branco, 707 no Centro, o telefone: 3212-5800. É necessário que o doador atenda aos seguintes requisitos:

  • Estar em boas condições de saúde
  • Ter entre 16 e 69 anos. Pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado sangue alguma vez antes dessa idade
  • Pesar no mínimo 50kg
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas)
  • Estar alimentado, por isso evite alimentos gordurosos e aguarde até 2 horas para doar
  • Apresentar documento original com foto, que permita o reconhecimento do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).
  • Pessoas com menos de 18 anos precisam estar acompanhadas dos responsáveis ou com formulário de autorização.

Divulgação da Noticia – Fonte

Dia 14 de junho é o Dia Mundial do Doador de Sangue. O Hospital Municipal de Valadares aproveita a chegada da data para parabenizar a todos os doadores pelo seu dia e reforçar o apelo para que mais pessoas doem sangue. O convite vem em boa hora já que com a chegada do inverno e das férias o número de doações caem e o armazenamento de sangue diminui. É bom lembrar que a falta do estoque de sangue em um hospital pode levar ao cancelamento de cirurgias e de procedimentos.

Com uma única doação é possível salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado que podem ser utilizados em diversas situações clínicas. Hoje cerca de 400 pacientes por mês recebem algum componente de hemoderivados.

A enfermeira Aparecida Paixão, responsável pelo Comitê Transfusional do Hospital Municipal, destaca a importância da doação. “Todo paciente que recebe transfusão aqui na instituição, o Comitê Transfusional realiza abordagem a familiares para que esse componente seja reposto, mas nem sempre conseguimos alcançar a meta necessária. São 450 pacientes só aqui no Municipal e na maioria das vezes eles recebem mais de uma bolsa cada um. Hoje realizamos média de 400 transfusões/mês, mas infelizmente a reposição não chega a 1/3.”, lamenta.

Doar sangue é um processo fácil, rápido, seguro e solidário. Quem deseja doar sangue vai passar por uma pré-triagem em que é feita a verificação dos sinais vitais (pressão arterial, temperatura e batimentos cardíacos), peso e teste de anemia. Posteriormente, é feita uma triagem clínica que tem o objetivo de detectar alguns impedimentos, como doenças, para a doação. Essa entrevista é particular e os dados são mantidos sob total sigilo. O rigor na triagem é importante para garantir a saúde das pessoas que receberão o sangue, uma vez que ela não pode ser contaminada com outras doenças.  É coletado aproximadamente 450ml de sangue, além de amostras para a realização dos testes laboratoriais.

Para doar sangue para o Hospital Municipal basta comparecer ao Hemominas, que fica na rua Barão do Rio Branco, 707 no Centro, o telefone: 3212-5800. É necessário que o doador atenda aos seguintes requisitos:

  • Estar em boas condições de saúde
  • Ter entre 16 e 69 anos. Pessoas acima de 60 anos só podem doar se já tiverem doado sangue alguma vez antes dessa idade
  • Pesar no mínimo 50kg
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas)
  • Estar alimentado, por isso evite alimentos gordurosos e aguarde até 2 horas para doar
  • Apresentar documento original com foto, que permita o reconhecimento do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).
  • Pessoas com menos de 18 anos precisam estar acompanhadas dos responsáveis ou com formulário de autorização.

Divulgação da Noticia – Fonte Secretaria de Comunicação e Mobilização Social GV – Foto Reprodução Imagem Internet