Prefeitura Valadares inaugura novo Centro obstétrico Hospital Municipal

A maternidade do Hospital Municipal há 10 anos é referência no atendimento de gestantes de alto risco em toda região

O prefeito André Merlo e o secretário Municipal de Saúde, Enes Cândido, juntamente com outras autoridades e servidores visitaram, nesta sexta-feira (22), as novas instalações do Centro Obstétrico do Hospital Municipal (HM). O local foi revitalizado, ganhou nova pintura, passou por uma reestruturação e já está em pleno funcionamento. “É um momento de muita alegria porque esta é uma obra bastante significativa para a saúde de toda região já que somos referência em assistência para vários municípios. Mesmo com poucos recursos estamos trabalhando e com a proatividade de todos e ajuda de parceiros estamos conseguindo realizar ações como esta que, com certeza, já está fazendo muita diferença nos processos do Hospital”, afirmou o prefeito.

Além dos partos normais e cesáreos, o Centro Obstétrico atende também gestantes com complicações na gravidez e curetagem. Realiza o acolhimento com classificação de risco, atendendo a todos os casos e priorizando os mais urgentes, proporcionando mais conforto e confiança para as usuárias dos serviços. De acordo com o médico Fernando Ferreira, nos últimos meses os números de casos e consultas aumentaram consideravelmente por conta do fechamento de algumas maternidades na região. “Com o centro vai ser possível dinamizar o fluxo de serviço dos profissionais e melhorar ainda mais a qualidade do atendimento. E agora com a contratação de um terceiro médico plantonista e um anestesista dentro da maternidade não vamos precisar esperar a disponibilidade de liberação do bloco cirúrgico, que muitas vezes está ocupado com atendimentos ortopédicos de pacientes politraumatizados. O centro obstétrico vai melhorar nosso trabalho e consequentemente a prestação de assistência para as nossas usuárias”, afirmou ele.

O impacto do centro já pode ser observado na melhoria e no fortalecimento da qualidade da atenção hospitalar à mulher. Outro ganho para as gestantes, é que agora elas vão contar com a presença de um acompanhante na hora do parto, sendo ele maior de idade, independente do sexo e de escolha da parturiente, direito que é assegurado pela Lei de n° 11.108. Na solenidade, o secretário municipal de saúde, Enes Candido, informou ainda que agora o deslocamento da mulher em trabalho de parto e pós-parto vai ser mínimo. ”A parturiente não vai precisar descer para o outro bloco, vai ser atendida no ambiente da maternidade. Vai ganhar o bebê aqui e logo aqui do lado tem a enfermaria do alojamento conjunto onde ela vai ficar com a criança”, disse.

O Hospital Municipal é uma unidade 100% SUS, porta aberta para urgências e emergências e referência em saúde na região. E há dez anos a maternidade contribui para manter esta marca: o de atendimento à gestantes de alto risco. O HM conta com profissionais qualificados para o atendimento com plantão médico obstétrico e pediátrico 24 horas por dia, utiliza-se também de muita tecnologia, garantindo assim qualidade, eficiência no atendimento e tudo num mesmo espaço, sem que a mulher precise ficar se deslocando dentro do hospital.

Divulgação – Secretaria de Comunicação e Mobilização Social – Foto Pedro Mendes