Prefeito e Secretário Estadual de Infraestrutura e Mobilidade visitam obras Hospital Regional

Governo do Estado quer encontrar soluções para a conclusão da obra, que já deveria ter sido concluída, mas está paralisada desde 2015

Na manhã desta quinta-feira (28) o Prefeito André Merlo, acompanhado do Secretário de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, Marco Aurélio de Barcelos Silva, visitou as obras do Hospital Regional. Também participaram o Deputado Federal Hercílio Coelho Diniz e os secretários municipais de Saúde, Fazenda e Obras e Serviços Urbanos. O objetivo é viabilizar soluções para retomar a construção. “Enxergamos com bons e até com muita expectativa essa iniciativa do Governo do Estado. No que depender da prefeitura, estamos dispostos a dar toda contribuição necessária a este processo de retomada da obra para dar funcionalidade, que vai beneficiar quem mais precisa: a nossa população”, afirmou o prefeito.

O empreendimento já tem aproximadamente 80% da obra concluída, mas em fevereiro de 2015, o então Governador Fernando Pimentel determinou sua paralisação e desde então as instalações inacabadas ficam sob a ação do tempo. Segundo Marco Aurélio, o Hospital Regional em Governador Valadares é o primeiro a ser visitado entre os nove que estão inacabados no estado. Estima se que para a conclusão deles sejam necessários 40 milhões de reais. O secretário agora se dedica a levantar dados e informações para viabilizar soluções. “Nós vamos nos dedicar a estabelecer parcerias para num curto espaço de tempo buscar um equacionamento que leve à conclusão desta obra que é tão importante para a região” disse ele.

Para o deputado federal Hercílio Coelho Diniz a visita é uma demonstração de atenção para com a nossa região. “É uma satisfação e nos dá esperança de que a partir deste momento consigamos unir forças para colocar esse hospital rapidamente em funcionamento”, ressaltou ele.

Quando pronto, o Hospital Regional de Governador Valadares irá desafogar a demanda do Hospital Municipal no atendimento de pacientes de 86 municípios  proporcionando assim, mais qualidade e dignidade para a saúde da população.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Enes Cândido tanto para a finalização da obra quanto o custeio deste hospital representam um grande desafio. “Nós já temos o Hospital Municipal que é 100% público e a gestão deste novo hospital precisa ser compartilhada. O Estado pretende formar um grupo de trabalho, onde vou apresentar e defender a importância desta obra para nossa região”.

“Queremos unir forças, ser parceiros para retomar esta obra que é muito importante para a saúde pública da nossa macrorregião. O que buscamos é o melhor para nossa população: um atendimento de qualidade e cada vez mais humano”, concluiu o prefeito André.

Governo do Estado quer encontrar soluções para a conclusão da obra, que já deveria ter sido concluída, mas está paralisada desde 2015

Na manhã desta quinta-feira (28) o Prefeito André Merlo, acompanhado do Secretário de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, Marco Aurélio de Barcelos Silva, visitou as obras do Hospital Regional. Também participaram o Deputado Federal Hercílio Coelho Diniz e os secretários municipais de Saúde, Fazenda e Obras e Serviços Urbanos. O objetivo é viabilizar soluções para retomar a construção. “Enxergamos com bons e até com muita expectativa essa iniciativa do Governo do Estado. No que depender da prefeitura, estamos dispostos a dar toda contribuição necessária a este processo de retomada da obra para dar funcionalidade, que vai beneficiar quem mais precisa: a nossa população”, afirmou o prefeito.

O empreendimento já tem aproximadamente 80% da obra concluída, mas em fevereiro de 2015, o então Governador Fernando Pimentel determinou sua paralisação e desde então as instalações inacabadas ficam sob a ação do tempo. Segundo Marco Aurélio, o Hospital Regional em Governador Valadares é o primeiro a ser visitado entre os nove que estão inacabados no estado. Estima se que para a conclusão deles sejam necessários 40 milhões de reais. O secretário agora se dedica a levantar dados e informações para viabilizar soluções. “Nós vamos nos dedicar a estabelecer parcerias para num curto espaço de tempo buscar um equacionamento que leve à conclusão desta obra que é tão importante para a região” disse ele.

Para o deputado federal Hercílio Coelho Diniz a visita é uma demonstração de atenção para com a nossa região. “É uma satisfação e nos dá esperança de que a partir deste momento consigamos unir forças para colocar esse hospital rapidamente em funcionamento”, ressaltou ele.

Quando pronto, o Hospital Regional de Governador Valadares irá desafogar a demanda do Hospital Municipal no atendimento de pacientes de 86 municípios  proporcionando assim, mais qualidade e dignidade para a saúde da população.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Enes Cândido tanto para a finalização da obra quanto o custeio deste hospital representam um grande desafio. “Nós já temos o Hospital Municipal que é 100% público e a gestão deste novo hospital precisa ser compartilhada. O Estado pretende formar um grupo de trabalho, onde vou apresentar e defender a importância desta obra para nossa região”.

“Queremos unir forças, ser parceiros para retomar esta obra que é muito importante para a saúde pública da nossa macrorregião. O que buscamos é o melhor para nossa população: um atendimento de qualidade e cada vez mais humano”, concluiu o prefeito André.

Governo do Estado quer encontrar soluções para a conclusão da obra, que já deveria ter sido concluída, mas está paralisada desde 2015

Na manhã desta quinta-feira (28) o Prefeito André Merlo, acompanhado do Secretário de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, Marco Aurélio de Barcelos Silva, visitou as obras do Hospital Regional. Também participaram o Deputado Federal Hercílio Coelho Diniz e os secretários municipais de Saúde, Fazenda e Obras e Serviços Urbanos. O objetivo é viabilizar soluções para retomar a construção. “Enxergamos com bons e até com muita expectativa essa iniciativa do Governo do Estado. No que depender da prefeitura, estamos dispostos a dar toda contribuição necessária a este processo de retomada da obra para dar funcionalidade, que vai beneficiar quem mais precisa: a nossa população”, afirmou o prefeito.

O empreendimento já tem aproximadamente 80% da obra concluída, mas em fevereiro de 2015, o então Governador Fernando Pimentel determinou sua paralisação e desde então as instalações inacabadas ficam sob a ação do tempo. Segundo Marco Aurélio, o Hospital Regional em Governador Valadares é o primeiro a ser visitado entre os nove que estão inacabados no estado. Estima se que para a conclusão deles sejam necessários 40 milhões de reais. O secretário agora se dedica a levantar dados e informações para viabilizar soluções. “Nós vamos nos dedicar a estabelecer parcerias para num curto espaço de tempo buscar um equacionamento que leve à conclusão desta obra que é tão importante para a região” disse ele.

Para o deputado federal Hercílio Coelho Diniz a visita é uma demonstração de atenção para com a nossa região. “É uma satisfação e nos dá esperança de que a partir deste momento consigamos unir forças para colocar esse hospital rapidamente em funcionamento”, ressaltou ele.

Quando pronto, o Hospital Regional de Governador Valadares irá desafogar a demanda do Hospital Municipal no atendimento de pacientes de 86 municípios  proporcionando assim, mais qualidade e dignidade para a saúde da população.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Enes Cândido tanto para a finalização da obra quanto o custeio deste hospital representam um grande desafio. “Nós já temos o Hospital Municipal que é 100% público e a gestão deste novo hospital precisa ser compartilhada. O Estado pretende formar um grupo de trabalho, onde vou apresentar e defender a importância desta obra para nossa região”.

“Queremos unir forças, ser parceiros para retomar esta obra que é muito importante para a saúde pública da nossa macrorregião. O que buscamos é o melhor para nossa população: um atendimento de qualidade e cada vez mais humano”, concluiu o prefeito André.

Divulgação – Pela Secretaria de Comunicação e Mobilização Social de GV