Polícia prende “coyote” que deixou imigrante morrer na fronteira

O Departamento de Polícia da cidade de Rio Grande, no Texas, prendeu um homem sob a acusação de contrabando de seres humanos depois que investigadores disseram que ele deixou um imigrante morrer após cruzar a fronteira dos Estados Unidos com o México.

De acordo com as autoridades, a polícia encontrou o corpo de Mauricio Zuniga Gamboa, de 47 anos, em um arbusto, na South Trophy Street, na quarta-feira, dia 09.

Os investigadores souberam através de familiares que Zuniga pagou milhares de dólares para ser transportado para os Estados Unidos por Jesus Gerardo Davila Jr., 21, e o contrabandista Fernando Martinez Perez, também conhecido como “El Venado”.

A polícia afirma que durante a tentativa de contrabando, Zuniga começou a se sentir mal e machucou a cabeça ao escalar uma parede.

Como a condição do imigrante começou a piorar, Davila e Martinez o removeram de seu veículo e o deixaram no mato, onde os investigadores mais tarde o descobriram.

Segundo a polícia, Davila deixou Martinez no Porto de Entrada de Hidalgo e voltou para a cidade de Rio Grande, onde lavou o interior do veículo.

A polícia prendeu Davila Jr. por sua conexão com o crime e o indiciou por crime de contrabando de pessoas em 1º grau e adulteração de provas físicas em 3º grau.

“Fomos chamados pelo menos quatro vezes [no mês passado] para a localização de corpos”, disse Noe Castillo, chefe de polícia da cidade de Rio Grande. “Essa é uma pessoa que alguém deixou para trás. É um membro da família de alguém”.

O chefe destacou que essas ações não serão toleradas. “Não é normal deixar pessoas morrerem”, disse Castillo. Ainda existe um mandado ativo contra Fernando Martinez Perez. Qualquer pessoa com informações sobre o seu paradeiro deve ligar para (956)487-8892

Divulgaçao da Noticia – Site BrazilianTimes.com – Fonte Redação Brazilian Times – Foto Reproduçao Imagem Internet