Polícia da Grécia inicia retirada de imigrantes de Idomeni

Ação de retirada pode demorar 10 dias, segundo polícia.
Até o momento, operação acontece em ritmo lento e de maneira calma.

imigrantes-300x160

A operação de evacuação do campo de refugiados e migrantes de 8.400 pessoas de Idomeni, na fronteira entre Grécia e Macedônia, acontece de maneira lenta e calma, anunciou à AFP Giorgos Kyritsis, porta-voz do serviço de coordenação da crise migratória.

Quatro ônibus com 400 migrantes deixaram o campo desde o início da operação.

“A operação começou nesta terça-feira às 4h GMT (1h de Brasília) e acontece com um ritmo lento e de maneira calma. Não é necessário o uso da força”, disse o porta-voz, antes de informar que a ação pode demorar 10 dias.

A polícia impediu a aproximação dos jornalistas do campo. Os repórteres ficaram a três quilômetros do local.

Ao menos 700 policiais participam na operação. Um helicóptero sobrevoava o campo, onde muitas famílias vivem em condições de extrema pobreza há três meses.

As forças de segurança pediram aos migrantes para que abandonassem as barracas e embarcassem nos ônibus. Eles seriam levados para um abrigo na cidade de Salonica, a segunda maior da Grécia.