PCMG recebe homenagem na Exposibram 2019 por atuação em Brumadinho

Governador participa da Abertura da Exposibram- Feira de Mineração. Data: 09-09-2019. Foto: renato Cobucci / Imprensa-MG

Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) foi homenageada na Expo e Congresso Brasileiro de Mineração (Exposibram) durante a solenidade de abertura do evento nesta segunda-feira (9), em Belo Horizonte. Na ocasião, o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) realizou homenagens a profissionais, entidades e companhias que se destacam no cenário nacional. Em especial, a homenagem à PCMG se deu pelo trabalho de amparo às pessoas atingidas pelo rompimento da barragem na cidade de Brumadinho, em janeiro deste ano. Este é o primeiro grande encontro do setor após a tragédia.

O Chefe da Polícia Civil, Delegado-Geral Wagner Pinto, explica que, após o rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, a PCMG passou a atuar imediatamente na identificação dos corpos das vítimas (através do Instituto Médico-Legal e do Instituto de Identificação). “Colaboramos nos processos judiciais decorrentes da tragédia, fornecendo carteiras de identidade para as vítimas que perderam seus pertences no local. A instituição foi ainda ao local ouvir a população atingida e investigar golpes que seriam praticados contra os moradores, já vulneráveis, pela decorrência da tragédia”, complementa Wagner Pinto.

Na abertura, a organização respeitou um minuto de silêncio em homenagem às vítimas. Um grupo de familiares ergueu cartazes lembrando os parentes mortos durante os discursos. A Exposibram é considerada o evento mais importante da América Latina relacionado à mineração, e a edição deste ano é marcada pelas repercussões dos rompimentos das barragens ocorridos em Minas Gerais e empenho em desenvolver soluções para tornar a mineração no Brasil mais segura e sustentável. “Estamos aqui para tratar do futuro da mineração. Mais do que isso, da mineração do futuro”, afirma o presidente do conselho do Ibram, Wilson Brumer. “Não vamos esquecer o que aconteceu. Precisamos tirar lições para que fatos como esses jamais se repitam”, conclui.

O rompimento de barragem da Vale em Brumadinho é considerado o maior desastre ambiental brasileiro. Até o momento, são 249 mortos e 21 pessoas seguem desaparecidas ou sem identificação. O Chefe da Polícia Civil agradece a homenagem, e reforça o compromisso da instituição em identificar todas as vítimas fatais e realizar todas as apurações relacionadas ao rompimento. “Em nome de todo o nosso efetivo, quero agradecer este reconhecimento. Desde os primeiros momentos, atuamos no resgate das vítimas e dos corpos. A Polícia Civil já entregou 249 corpos aos familiares das vítimas e continua trabalhando para tentar amenizar um pouco a dor das pessoas que ainda aguardam”.

Responsável pela organização, o Ibram tem entre seus associados a própria Vale e outras mineradoras de grande porte, como Nexa, Anglo American e Anglo Gold. Na ocasião, as empresas assinaram uma carta afirmando compromisso com propostas para melhorar a segurança operacional e o relacionamento com as comunidades das regiões onde atuam. O documento promete maior participação institucional e transparência na gestão dos riscos das barragens.

O Corpo de Bombeiros Militar, a Defesa Civil e a Polícia Militar também foram homenageados.

Segue abaixo o texto contido na placa de homenagem:

O Conselho Diretor, a Diretoria Executiva e os empregados do Instituto Brasileiro de Mineração homenageiam a Polícia Civil de Minas Gerais pelos serviços de alta qualidade e fundamental importância prestados à comunidade após o rompimento da barragem em Brumadinho. Belo Horizonte, 9 de setembro de 2019.

Divulgação da Noticia – fonte ASCPCMG – Foto Concedida pelo Governo de Minas (Fotógrafo: Renato Cobucci)