PCMG inicia investigação sobre morte 65 cães em Ribeirão Neves

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prestou, nessa segunda-feira (16), os primeiros esclarecimentos sobre a investigação acerca da morte de 65 cães, pertencentes a um lar temporário para animais, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a Delegada Stefhany Karoline Martins Gonçalves, destes 65 animais, 47 estão na UNI-BH para serem periciados e 18 já foram enterrados. “Nesse primeiro momento da investigação, não podemos afirmar que se trata de intoxicação, envenenamento ou outro motivo. Já ouvimos a proprietária deste lar temporário de animais, o filho e o marido dela. Também estamos apurando se o abrigo era legalizado”, afirmou.

Stephany Gonçalves destacou a necessidade de sigilo neste momento das investigações. “A PCMG está tendo muito cuidado para não prejudicar as investigações, já que este é um crime bárbaro e precisa ser esclarecido”, informou. De acordo com a delegada, também estão sendo investigadas outras pessoas que tiveram envolvimento anterior com maus-tratos a animais.

“A pena para este tipo de crime varia entre três meses e um ano de detenção e pode ser acrescida de um sexto a um terço, caso haja morte do animal “, finalizou.

Divulgação da Noticia – Fonte ASCOM-PCMG  – Foto Reproduçao Imagem Internet ASCOM-PCMG