Não às drogas: PCMG promove conscientização em colégios de BH Por ASCOM-PCMG

Prevenção, tratamento, recuperação e reinserção social. Essas são diretrizes das ações apoiadas pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) durante a Semana de Combate às Drogas.

Investigadores ministram palestras educativas na Escola Estadual Ordem e Progresso, da PCMG, em Belo Horizonte, nos três turnos letivos. Na ação, realizada nos dias 24, 25 e 26 de junho, são debatidos os efeitos das drogas no organismo humano, as implicações legais relacionadas à utilização e ao comércio de entorpecentes, assim como as discussões vigentes sobre a legalização. Os alunos têm a oportunidade de fazer perguntas e esclarecer dúvidas, além de receber panfletos com o slogan “Quem é feliz não usa drogas”.

Para o Investigador Rodrigo Pascoal, um dos ministrantes da palestra, a iniciativa colabora para que os jovens resistam. “Estamos levando informações para que os alunos possam fazer escolhas conscientes de prevenção às drogas. Quanto mais informação, maior a resistência e orientação, especialmente do jovem, a não experimentar e utilizar substâncias psicoativas”, explicou.

BLITZ EDUCATIVA

Outra ação, apoiada pela PCMG, foi uma blitz educativa, realizada em parceria com a Comissão de Prevenção e Combate ao Uso de Crack e outras Drogas, da Assembleia Legislativa do Estado (ALMG).

Na manhã desta terça-feira (25), policiais civis do Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc) e do Canil da PCMG participaram de blitz educativa na Escola Municipal Marconi, ocasião em que distribuíram panfletos, conversaram com alunos e apresentaram o cão policial Killer, treinado para farejar drogas.

A deputada presidente da comissão na ALMG, Delegada Sheila Oliveira, explicou que a escolha pela Escola Marconi foi estratégica, pois trata-se de instituição de ensino localizada na região central da cidade, atingindo assim crianças e adolescentes das mais diversas comunidades. “Eles [alunos] chegam assustados na entrada do colégio, com a presença de tantos policiais. Acham que está acontecendo alguma coisa grave, e na verdade estão recebendo um panfleto, dizendo para eles que nós policiais queremos o bem de todos e que não devem entrar para o triste mundo das drogas”, ressalta a deputada.

O Delegado Rodolpho Machado, que também participou da ação, destaca a importância da aproximação da PCMG com a comunidade, sobretudo na fase de formação social. “A Polícia Civil entende que a causa das drogas é multifatorial, por isso é muito importante combater o tráfico da mesma forma. O caráter pedagógico e preventivo é muito importante para combater esse mal que assola a sociedade”, conclui.

A diretora da escola, Patrícia Trindade, reforça: “O trabalho que a gente faz de prevenção de drogas, na verdade, é diário, de conscientização com os alunos e de muita observação […], além dos trabalhos pontuais, que são projetos como este, para poder falar especificamente sobre o assunto”. O evento contou ainda com a participação de skatistas e um DJ.

Ainda esta semana, no dia 27, representantes da Comissão de Prevenção e Combate ao Uso de Crack e outras Drogas da ALMG visitam o Denarc a fim de conhecer a estrutura do departamento e traçar estratégias de ação conjunta.

Divulgação da Noticia – Fonte ASCOM-PCMG – Foto Reprodução Imamgem Internet ASCOM-PCMG