Mudança na Broadway de Somerville e multas revoltam moradores e brasileiros

De acordo com dados divulgados pela polícia, nesta semana, entre os dias 30 de Setembro e 2 de Outubro, dezenas de motoristas, entre eles muitos brasileiros, foram parados

A cidade de Somervillle, em Massachusetts, cresceu muito nos últimos anos e com isso ela vivencia um verdadeiro boom. Por todos os lados está emergindo a modernidade e o progresso. Casas, prédios, condomínios, ruas estão surgindo, sem falar das seis novas estações de trens da Linha Verde e uma nova High School que quando ficar pronta será uma das dez mais caras dos Estados Unidos, avaliada em US$269 milhões.

Uma das novidades e mudanças que vem acompanhando esta modernidade e crescimento está acontecendo na Broadway, uma das ruas mais conhecidas por todos que moram na região. Por ela passam milhares de veículos e pessoas todos os dias e vai receber um processo de renovação.

De acordo com informações obtidas pelo jornal Brazilian Times, foi iniciado um projeto que prevê mais espaços para bicicletas e ônibus.

Desta forma, o objetivo é incentivar as pessoas a utilizar mais estes tipos locomoção.

Através deste projeto, a Broadway, entre o Dunkin Donunts, em frente ao Foss Park, até o Dunkin Donuts, próximo a Trum Field, teve uma de suas pistas mudadas e foi colocada uma faixa vermelha direcionada somente para ônibus e ciclistas. Nenhum carro poderá trafegar nesta parte da rua, com exceção de quem vai virar à direita. Mas isso deve ser feito já próximo do momento de fazer a manobra, caso contrário o condutor receberá uma multa.

Segundo o projeto, o valor previsto para esta multa é de US$100.

A polícia de Somerville já iniciou testes esta semana e está multando todos que desrespeitarem esta nova lei.

O jornal Brazilian Times está divulgando esta mudança porque na região modificada moram muitos brasileiros e todos devem ficar atentos para não infringirem a lei e terem problemas com a polícia.

De acordo com dados divulgados pela polícia, nesta semana, entre os dias 30 de Setembro e 2 de Outubro, dezenas de mostoristas, entre eles muitos brasileiros, foram parados devido não respeitarem a lei.

O brasileiro Luciano Andrade, que mora na Marshall Street, foi multado em US$100 dólares quando tentou entrar no estacionamento do Star Market, que está desativado, para ir ao Walgreens. O problema foi que ele entrou na faixa vermelha, mas antes da marcação em que dele deveria entrar para fazer a manobra.

O carro dele foi rebocado devido ao fato dele estar dirigindo sem carteira de motorista. Por sorte, o brasileiro foi liberado pelo policial. O valor do reboque ficou em US$142 e Luciano precisou da ajuda de duas pessoas com carteira para retirar o seu veículo do pátio.

Outro mostorista que também foi multado foi Edirson Paiva, proprietário do periódico Brazilian Times, cujo escritório fica localizado na Broadway. A infração ocorreu no mesmo local em que que Luciano foi parado.

Alguns ativistas da cidade estão pedindo para que moradores liguem para o número 311, da prefeitura, e relatem a insatisfação com essas multas. As pessoas devem ligar e dizer que estão insatisfeitas com a decisão da cidade em aplicar multas devido a esta mudança e desta forma tentar, pelo menos, evitar o pagamento de US$100 por este tipo de infração.

Divulgação da Noticia – Site BrazilainTime.com – Fonte: Redação – Brazilian Times -Foto Reprodução Imagem Internet – Mensagem Nenhum carro pode trafegar por esta sinalização vermelha

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECENTES