Ministro defende maior participação do setor privado no governo

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, participa de reunião da Comissão de Meio Ambiente do Senado para apresentar as diretrizes e os programas prioritários da pasta.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, defendeu hoje (5) a participação e aplicação de investimento por parte do setor privado para melhorar as condições de saneamento no país. “Essa ausência de investimento [no saneamento] é a prova do nosso subdesenvolvimento”, disse para uma plateia de empresários durante 18º Fórum Empresarial do Grupo de Líderes Empresariais (Lide) na cidade de Campos do Jordão (SP).

O ministro disse que defende, em sua gestão, a revisão do licenciamento ambiental, com objetivo de que se torne mais racional, para que os fiscais ambientais “se debrucem apenas sobre aquilo que é relevante”. “[O governo] gasta tempo, dinheiro e tecnologia para se dedicar a temas com pouca relevância. Não é a toa que enfrentamos Brumadinho depois de Mariana”, disse o ministro.

Educação

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodrigues, também presente no evento, convocou os empresários para dialogar com o governo. Segundo ele, os pilares da pasta será a alfabetização e o fim do abandono escolar.

“O problema do funil está na entrada, porque muitas crianças abandonam por falta de alfabetização. No meio, porque a taxa de desistência é de 30% entre os jovens, que abandonam o segundo grau”, disse o ministro.

Site AgenciaBrasil.EBC.com.br – Edição: Fábio Massalli – Por Fernanda Cruz – Enviada especial   Campos do Jordão – Foto Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil