Médico Arnoldo de Souza perde a vida por conta do covid-19

O medico  Arnoldo de Souza, irmão de outro medico anestesista Mário Manuel que tambem trabalha em Governador Valadares, faleceu neste sábado face a Pandemia de Corona Virus 19.  Na sua historia politica,  o mesmo começou na politica valadarense, foi ainda no governo do ex-prefeito Ruy Moreira, quando ocupou cargo de destaque na saúde da cidade, juntamente com o médico e companheiro, José do Carmo.

Cabe esclarecer que uma das suas primeira aparições no mundo politico ainda no governo do ex-prefeito Ruy Moreira, o mesmo foi  Ex-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Souza, e por conseguinte  concorreu a diversos cargos políticos.

Nesta tarde de sábado a Associação Médica de Governador Valadares publicou, nota de pesar pelo falecimento do médico Arnoldo de Souza, cardiologista  que estava internado no Estado do Rio de Janeiro, sua cidade natal, onde reside outro irmão dos medico há vários dias na UTI do Hospital Norte Dor, tratando como já dito da covid-19.

Este profissional reconhecido por todos, como todos sabiam, tinha fortes raízes em Governador Valadares onde atuou por diversos anos na área da medicina e como também  na vida política da cidade. Cabe esclarecer que o medico Arnoldo, estava internado desde da data de 14 de março deste ano e o mesmo já havia recebido as duas vacinas contra o vírus, mas acabou testando positivo e, não consegui sobreviver a esta luta pandemica. Até o momento  ainda não havia informação sobre velório e sepultamento.  Rogamos a Deus  que descanse em paz

Divulgação da Noticia – GazetaMinas.com – Jornalista: JotaAmaral – Foto Reprodução Imagem Internet

 

 

 

A Associação Médica de Governador Valadares publicou esta tarde uma nota de pesar pelo falecimento do médico cardiologista Arnoldo de Souza, que estava internado há vários dias na UTI do Hospital Norte Dor, no Rio de Janeiro, sua cidade natal, tratando da covid-19.

Arnoldo tinha fortes raízes em Governador Valadares onde atuou por diversos anos na medicina e também participou ativamente da vida política da cidade. Internado desde 14 de março, Arnoldo já havia recebido as duas vacinas contra o vírus, mas acabou testando positivo e, desde então, lutava pela sobrevivência.

Até o fechamento desta nota ainda não havia sido informado sobre o velório e o sepultamento