Jornalista é ameaçado por suposto estelionatário que aplica golpes de empréstimos em MA

Um brasileiro identificado por Santos Oliveira, é acusado de estar envolvido em esquema que aplica golpes na comunidade ao oferecer falsos empréstimos em nome do Banco Santander. Conforme algumas denúncias feitas nas redes sociais, ele se apresenta como funcionário da instituição financeira na cidade de Peabody (Massachusetts).

Santos também afirma em suas publicações nas redes sociais que é pastor evangélico de uma igreja pentecostal localizada na mesma cidade.

O anúncio do empréstimo foi feito em alguns grupos nos WhatsApp e no Facebook usando a seguinte mensagem: “Boa noite, trabalho no banco Santander. Você que está afim de empréstimo bancário, tenho empréstimo de 6 mil para cima, sem burocracia e rápido. Você pode comprar sua casa nova, montar sua empresa ou trazer um familiar do Brasil para os Estados Unidos. Falem comigo que eu explico direito. Mais informações no WhatsApp. Para você fazer o empréstimo, só precisa de sua conta e número do passaporte”.

O azar do estelionatário é que no mundo atual muitas pessoas estão em alertas contra este tipo de crime resolveram pesquisar, principalmente porque o falso funcionário diz que o banco exige uma entrada em dinheiro para liberar o empréstimo. O valor cobrado por ele é de $3 mil, mas depois que a vítima efetua o depósito, ele a bloqueia em suas redes sociais e some.

Conforme algumas publicações nas redes sociais, uma vítima disse que quando viu o anúncio, entrou em contato pedindo $5 mil e como poderia fazer o empréstimo. Mas o estelionatário disse que só fazia empréstimos acima de $6 mil e como a vítima não se interessou no valor, o criminoso ficou a assediando via telefone oferecendo o dinheiro. Foi então que ela perguntou se seria possível um empréstimo de $18 mil e o falso funcionário disse que sim, mas seria preciso que ela desse uma entrada de $2 mil.

Mas a pessoa desconfiou e disse que iria investigar e descobriu que se tratava de um golpe. Havia vários comentários nas redes sociais denunciando o esquema.

AMEAÇAS

O repórter Thathyanno Desa, conhecido pela sua qualidade investigativa, resolveu entrar em contato com o suposto funcionário do banco, chegando a marcar uma entrevista no Santander de Peabody, mas no dia agendado o homem desapareceu e não atendia mais as ligações.

Neste mesmo período, um vídeo denunciando o suposto golpe começou a rodar nos grupos do Facebook e o homem achou que fosse Thathyanno quem era o responsável pela denúncia. Então o falso funcionário procurou o repórter para fazer ameaças. “Santos me ligou e falou que tinha gente atrás de mim e que era para eu tomar cuidado e que não sabia com quem estava mexendo”, disse.

Fonte: Redação Braziliantimes.com