Imigrante gravida é presa por pornografia infantil na Flórida

Duas pessoas estão sob custódia pela acusação de posse de pornografia infantil após uma investigação que durou meses. A polícia de Orlando, na Flórida, disse que começou a investigar oito denúncias diferentes, desde março, em relação a um endereço IP que baixou e fez upload de 199 imagens relacionadas ao crime.

De acordo com as investigações, em junho, os policiais usaram um mandado de busca para investigar uma casa em Oak Park Way, onde encontraram Aramy Amador. Os oficiais relataram que encontraram um banco de mídia de pornografia infantil no celular da suspeita.

Quando os policiais a confrontaram, ela disse que trocou essas imagens e vídeos através de um aplicativo para smartphone chamado WhatsApp, de acordo com um comunicado de imprensa do departamento policial.

Na época, a suspeita estava em liberdade mediante fiança e agentes do Departamento de Imigração e Alfândega (ICE, sigla em inglês) foram notificados um pedido de custódia foi emitido para ela.

A mulher também está grávida de sete meses e agora enfrenta uma acusação de pornografia infantil.

Os documentos judicias também conseguiram rastrear um segundo suspeito após investigações no Google. Francisco Colindres baixou mais de 4.000 imagens que mostravam imagens de exploração infantil, de acordo com os investigadores.

Durante uma entrevista com detetives, o suspeito admitiu que recebeu pornografia infantil de um grupo do WhatsApp. Seu histórico de usuários mostrou que ele havia compartilhado dezenas de imagens com vários grupos de bate-papo neste aplicativo, afirma um comunicado de imprensa. Os policiais disseram que as evidências mostram que Colindres faz download de pornografia infantil há pelo menos dois anos.

Os policiais confiscaram 14 dispositivos que estava na casa em Oak Park Way e prenderam Colindres, em Daytona Beach, na segunda-feira, dia 03. Ele enfrenta 10 acusações de posse de pornografia infantil e dez por transmissão de pornografia infantil.

Divulgaçao da Noticia – Site BrasilianTimes.com – Fonte Redação Braziliantimes –   Mensagem Aramy Amador e Francisco Colindres foram presos por baixar e compartilhar pornografia infantil – Foto Reproduçao Imagem Internet