Guaidó vai se reunir com funcionários públicos, assim disse ele

autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, anunciou que vai se reunir hoje (5) com funcionários públicos da ativa. Segundo ele, serão dados os “primeiros passos” na recuperação da democracia. O opositor disse anteriormente que pretende anistiar os militares e civis que atuam no governo de Nicolás Maduro.

“Nos reuniremos com os empregados públicos. Vamos dar os primeiros passos para recuperar a democracia e seguir construindo as capacidades dentro e fora do país que nos permitam cessar a usurpação, [implementar] o governo de transição e [promover] eleições livres”, disse o opositor em sua conta pessoal no Twitter.

Guaidó retornou ontem (4) à Venezuela, depois de viajar por cinco países da América do Sul – Colômbia, Brasil, Paraguai, Argentina e Equador. Ameaçado de prisão e sanções, o interino liderou ontem uma manifestação contra Maduro. Houve protestos em Caracas e várias cidades venezuelanas.

O líder da oposição convocou nova mobilização para o próximo sábado (9), seguindo o modelo da ocorrida ontem. A chegada de Guaidó foi cercada por embaixadores sul-americanos e europeus, além do norte-americano.

Ele prometeu que viajará para o Chile ainda este mês e pretende ir ao Peru e a Honduras. Não informou sobre as datas das visitas.

Site AgenciaBrasil.EBC – Edição: Renata Giraldi e Graça Adjuto – Por Agência Brasil  Brasília