Governo de Minas se articula para recuperar Brumadinho

SONY DSC

Evento de escuta à população afetada pelo desastre reúne moradores e poder público na Câmara Municipal

Ouvir para compreender. Assim, com o objetivo de entender demandas reais e urgentes da população afetada pelo rompimento da barragem I da Mina do Córrego do Feijão, o Comitê Gestor Pró-Brumadinho promoveu, nesta segunda-feira (17/6), na Câmara Municipal, o encontro de escuta aos afetados, direta ou indiretamente, pelo desastre ocorrido em janeiro deste ano.

Criado pelo Governo de Minas Gerais, por meio do Decreto nº 176, de 26 de fevereiro de 2019, o comitê, coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), juntamente com outros órgãos governamentais, tem como finalidade organizar diversas ações pela recuperação socioeconômica e socioambiental de Brumadinho e demais municípios atingidos pelo desastre do rompimento da barragem.

“O comitê busca agilizar atividades que minimizem os impactos do desastre em Brumadinho e região, priorizando as demandas diretas da população. Além disso, queremos somar forças com as diversas entidades governamentais, iniciativa privada e terceiro setor para direcionar melhor os pedidos para a Vale. Precisamos agir de forma mais rápida para fazer todo o possível pela recuperação das comunidades da bacia do Rio Paraopeba”, explicou a secretária-adjunta da Seplag e responsável pelo Comitê Gestor, Luisa Barreto.

Joseane Melo, que nasceu e mora em Brumadinho, perdeu a irmã grávida no desastre e, emocionada, pediu atenção redobrada pelas famílias que ainda não conseguiram encontrar seus entes queridos.

“Nossa dor nunca poderá ser sanada. É uma dor sem solução. Mas perceber o esforço de algumas pessoas para diminuir de alguma forma tanto sofrimento já é alguma coisa. Ressalto aqui os homens e mulheres do Corpo de Bombeiros, incansáveis. Hoje, clamamos por aqueles que ainda não puderam velar os corpos dos seus familiares e amigos, pessoas que ainda não foram encontradas ou não identificadas pelo Instituto Médico Legal (IML). É preciso que o governo seja incisivo e cobre agilidade na identificação dos corpos”, desabafou.

Também presente, o prefeito municipal de Brumadinho, conhecido por Neném da Asa, ressaltou a parceria com o Estado no momento difícil. “Desde o rompimento da barragem, o Governo de Minas esteve presente conosco. Precisamos cada vez mais desse apoio, principalmente nas questões que devem ser direcionadas à Vale. Apesar de toda dor e sofrimento, nossa cidade precisa seguir em frente”, apontou o prefeito.

Com representantes de órgãos e entidades do Estado, como Polícia CivilCorpo de BombeirosDefesa CivilSecretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e com a presença da secretária de Desenvolvimento Social, Elisabeth Jucá, o evento de escuta colabora com a finalização do plano de recuperação de Brumadinho, pelo qual o comitê é responsável.

Entre as diferentes falas, duas pontuais foram quase unânimes: a de agilizar a identificação dos corpos já encontrados que estão no IML e a da criar um memorial em homenagem às vítimas. “Nunca mais veremos nossos familiares mortos no desastre, mas queremos, de alguma forma, deixá-los eternizados em nosso município”, encerrou Joseane Melo.

Na ocasião, foi lançado o site www.probrumadinho.mg.gov.br, que será um canal de informação das atividades do Comitê.

 

Divulgação da Noticia – Site Agencia Minas – FotoTiago Alves