Governo anuncia ação de 220 mil militares para combater Aedes aegypti

aldo_rebelo

O ministro da Defesa, Aldo Rebelo, anunciou nesta quarta-feira (27) o aumento da atuação de militares no combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue e as febres chikungunya e amarela, além do zika vírus. As ações envolvem a mobilização de militares para a entrega de panfletos e visitas a casas e escolas. O anúncio ocorre após o governo divulgar o registro de mais de 4 mil casos suspeitos de microcefalia no país.

Em novembro do ano passado, o governo declarou estado de emergência em saúde pública no país por causa do aumento no Nordeste dos casos de microcefalia, quadro em que os bebês nascem com o cérebro menor do que o esperado e que pode comprometer o desenvolvimento da criança. As causas exatas do surto no Brasil ainda estão sendo investigadas, mas há fortes evidências de que o zika vírus tenha relação com o surto.