Epamig difunde cultura mineira do ora-pro-nobis para Sergipe

Parceria com o Instituto Federal do estado nordestino inclui elaboração de projetos de pesquisa, extensão e desenvolvimento

Conhecimentos e tecnologias produzidas pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) sobre Hortaliças Não Convencionais (HNCs), em especial o ora-pro-nobis, estão sendo compartilhados com pesquisadores do Instituto Federal de Sergipe (IFS). A parceria, que existe desde novembro de 2019, inclui a elaboração conjunta de projetos na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos.

As pesquisadoras da Epamig Sudeste Maria Regina de Miranda Souza e Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto foram convidadas pelos professores do campus Glória do IFS João Batista Barbosa e Simone Vilela Talma para realizar palestras e reuniões técnicas para o fomento de ideias inovadoras e criar projetos de extensão e desenvolvimento de produtos.

Dentre as estratégias propostas para estimular a produção e o consumo de ora-pro-nobis na região, foi sugerida a adição da farinha da planta a produtos lácteos como forma de agregar valor e aproveitar seu potencial nutricional e funcional. Outros temas abordados foram bioproteção de queijos, bioprospecção de produtos lácteos e caracterização de bactérias láticas em queijos maturados.

Três projetos de pesquisa, extensão e desenvolvimento com valores entre R$ 5 mil e R$ 30 mil serão financiados pelo IFS. A execução será acompanhada pelas pesquisadoras da Epamig, que irão participar de bancas de mestrado, além da redação de trabalhos e de resumos científicos para divulgar os resultados dos estudos.

Vantagens 

Tradicional na culinária mineira, o ora-pro-nobis é uma hortaliça ainda desconhecida pela maioria da população brasileira, inclusive na região Nordeste do país. Trata-se de um vegetal rico em proteínas de alta digestibilidade, ferro, cálcio, vitaminas, minerais e compostos antioxidantes que auxilia no funcionamento do intestino, além de ter aplicações tecnológicas na indústria de alimentos.

É uma cactácea, planta rústica, perene, de fácil propagação e que possui um eficiente mecanismo de aproveitamento da água, sendo resistente a períodos de estiagem, fenômeno comum no Nordeste. A pesquisadora Maria Regina explica que o manejo adequado em colheitas sucessivas possibilita um grande aumento da produtividade de folhas e de proteína por área e por tempo. “Com isso a produção de ora-pro-nobis torna-se bastante promissora social e economicamente”, garante.

A Epamig disponibiliza gratuitamente estas publicações sobre ora-pro-nobis:

– Ora-pro-nobis: cultivo e produção para o mercado 

– Viabilidade econômica do plantio de ora-pro-nobis para a agricultura familiar 

Fivulgaçao da Noticia- Site AgenciaMinas.mg.gov.br – Mensagem Tradicional na culinária mineira, o ora-pro-nobis é rico em proteínas de alta digestibilidade, ferro, cálcio, vitaminas, minerais e compostos antioxidantes- Foto Reproduçao Imagem Internet Erasmo Pereira / Epamig