Credenciamento para escolha novos conselheiros CMPD termina 27-10

Representantes sociedade civil que cumprirão mandato 2019-2021 serão eleitos em assembleia dia 8 outubro

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD) já deu início ao processo para escolha de novos membros representantes da sociedade civil que cumprirão mandato no biênio 2019-2021. E o prazo para o credenciamento de candidatos e eleitores vai até o dia 27 deste mês. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 13 às 18 horas, na Secretaria Executiva dos Conselhos, que funciona na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) – rua Pedro Lessa, 286, Lourdes.

Além dos candidatos registrados para a votação, representando as entidades que são inscritas no Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), quatro membros serão indicados, sendo dois pela Ordem de Advogados do Brasil (OAB) e dois pela Câmara Municipal. A indicação é feita pelos presidentes das respectivas instituições.

No caso das instituições de ensino superior, cada uma poderá indicar até dois candidatos e dois eleitores. Já as entidades inscritas no CMAS poderão indicar até sete candidatos, um para cada segmento e dois eleitores representando os demais segmentos de atuação no atendimento da pessoa com deficiência.

A Assembleia Geral do CMPD está marcada para acontecer no dia 8 de outubro, às 15 horas, no Polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB). A cerimônia de posse dos eleitos ocorrerá no dia 31 de outubro.

Todas as informações sobre o processo eleitoral podem ser verificadas na Resolução Nº2/2019 do CMPD.

CONFIRA A DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS:

  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – segmento da deficiência mental/intelectual.
  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – segmento da deficiência múltipla.
  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – segmento da deficiência auditiva e/ou surdez.
  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – segmento da deficiência visual.
  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – segmento da deficiência física.
  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – segmento da pessoa com transtorno do espectro autista.
  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – profissionais especializados na habilitação e reabilitação da Pessoa com Deficiência.
  • 2 representantes, sendo 1 titular e 1 suplente – Instituições de Ensino Superior, públicas ou privadas, que desenvolvam pesquisas e/ou projetos de extensão especificamente com a temática da Pessoa com Deficiência.

Divulgação da Noticia – Fonte Secretaria de Comunicação e Mobilização Social GV – Foto Reproduç~~ao Imagem Internet Instragam