Brasileira busca ajuda para realizar “Sonho Americano”

Hanna Tostes Costa tem 21 anos de idade, é natural de São Paulo, e tem um sonho comum entre quase todos os jovens – entrar para a Faculdade. Além disso, ela pensava que este seria o caminho para chegar às olimpíadas, pois é uma excelente lutadora.  Desde pequena iniciou sua paixão pelas artes marciais. Com apenas 13 anos, ela já praticava Jiu-Jitsu, karatê e Muay Thai aos seis anos.

Tudo mudou quando o treinador Devane Dodgens, da faculdade Brewton Parker, na Geórgia, entrou em contato com ela e fez uma oferta. Mas como não é cidadã norte-americana, não se qualificou para o Free Application for Federal Student Aid (FAFSA) ou qualquer outra ajuda financeira.

Devido a isso, os amigos e familiares iniciaram uma campanha para arrecadar a quantia de US $6,000 para pagar a mensalidade. A jovem conta com uma bolsa atlética, mas de acordo com os familiares, ainda é preciso mais dinheiro.

Hanna perdeu a bolsa de estudos devido ao seu status de imigração, mas não perdeu a esperança. Por isso tem buscado todo tipo de ajuda para conseguir realizar o seu sonho. Além da campanha online, no dia 08 de agosto será realizado o “Bazar do Sonho”, que terá vários itens para serem vendidos e desta maneira levantar um pouco mais de dinheiro, O endereço é Drive-Way da 120 Bell Rock Street, Everett, MA.

Ela conversou com a redação do jornal Brazilian Times e destacou que várias pessoas entraram nesta campanha. “Meu sonho está se tornando realidade”, disse. Mas isto está acontecendo porque Deus enviou pessoas que têm feito a diferença. Gostaria hoje de agradecer de uma maneira especial a empresa CNN Legal Services e Catherine Purpura pelo apoio”, continuou.

De acordo com Hanna, há seis anos ela e a família se mudaram de Barueri (SP) para os Estados Unidos. A princípio foram morar na cidade de Boca Raton, na Flórida. Lá ela cursou a high school e iniciou a prática de wrestling, sempre com o objetivo de seguir carreira estudante e chegar à faculdade. “Desde pequena meu pai ensinava a mim e as minhas duas irmãs técnicas de luta e isso foi muito importante”, afirmou.

Ela viu no esporte um caminho para realizar seu outro sonho que era entrar para uma faculdade nos Estados Unidos. Ela optou pelo wrestling, mas como não havia muitas mulheres neste esporte, lutava entre os homens isso lhe deu mais força, resistência e agilidade. “Eu consegui boas colocações em competições que participei na Flórida. Mas devido ao nosso status de imigração, nos mudamos para Massachusetts há três anos”, explicou.

Quando o sonho parecia perdido, o treinador a procurou e disse que assistiu a vários vídeos dela na internet. Ele propôs que ela lutasse para ele e teria ajuda para pagar a mensalidade da faculdade. “O valor semestral era de US $6,000 e ele me disse que poderia dividir o valor, o que daria US $1,000 por mês. Fiquei muito feliz, mas em pouco tempo veio a decepção. Uma representante da faculdade disse que pelo fato de eu não estar com minha situação imigratória regularizada, não teria direito às parcelas. Então ela me deu até o dia 13 de agosto para pagar o valor total, caso contrário não teria direito”, fala.

Foi enquanto que eu comecei a compartilhar a história nas redes sociais e as pessoas foram se sensibilizando e já recebi ajuda de muitas delas. “Ir para a faculdade é o maior sonho. Ainda mais voltar a estudar e ainda lutar para uma instituição como esta que abre as portas para o mundo do wrestling, tal como chances de lutar por uma vaga para as Olimpíadas”, acrescenta.

Para mais informações sobre a história de Hanna ou saber como ajudar, ligue nos telefones (954) 371-5513, fale com Hanna, (954) 371-7199, fale com Ana Paula, ou (617) 501-5884, fale com Andreza Moon.

Divulgaçao da Noticia – Site Braziliantimes.com – Fonte Redação Brazilian Times – Foto Reproduçao Imagem Internet