Ativista acusado de ajudar imigrantes na fronteira é absolvido

Scott Warren, geógrafo e trabalhador de ajuda humanitária no sul do Arizona, foi considerado inocente pelas duas acusações de abrigar indocumentados em um caso que ganhou atenção internacional e chamou a atenção para o questionamento do papel da ajuda humanitária durante este período de repressão por parte do governo federal dos Estados Unidos contra os imigrantes.

O homem de 37 anos de idade enfrentava um julgamento que podia terminar em até dez anos de prisão. “O governo falhou na tentativa de criminalizar a bondade humana”, disse ele a uma multidão reunida do lado de fora do Tribunal em Tucson, Arizona, após o anúncio do veredicto. “Todos aqui fizeram um trabalho lindo, detalhado e surpreendente… amo todos vocês”, continuou.

Ele foi preso em 17 de janeiro de 2018 por agentes da Patrulha da Fronteira que estavam vigiando uma base usada por grupos de ajuda humanitária em Ajo, Arizona. Ela deixa água e comida para os imigrantes que fazem a caminhada mortal e ilegal pelo deserto de Sonora. A região já matou pelo menos 7.000 imigrantes que tentaram atravessá-lo, desde os anos 90.

Warren começou a se voluntariar há seis anos com o grupo No More Deaths.

“Mais uma vez, o No More Deaths resistiu às tentativas do governo de criminalizar a compaixão humana”, escreveu o grupo no Tweet. “Continuaremos a fornecer comida, água e assistência médica a todos que precisam, até o dia em que ninguém morra ou desapareça enquanto cruza os desertos e oceanos do mundo”, acrescentou.

No dia de sua prisão, agentes da Patrulha de Fronteira encontraram Warren com dois imigrantes da América Central. Ele disse que lhes deu abrigo, comida e primeiros socorros. No entanto, os agentes alegaram que ele estava ajudando os imigrantes a fugir e entrar ilegalmente no país. Os promotores o acusaram de abrigar imigrantes indocumentados e conspiração para abrigar e transportar imigrantes.

Apesar de ser inocentado pelo juiz Collins. O ativista ainda pode enfrentar consequências legais pela acusação de dirigir um veículo transportando imigrantes indocumentados.

Divulgação da Noticia – Site Brasiliantimes.com – Fonte: Redação Brazilian Times –  Foto Reprodução Imagem Internet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECENTES