Alunos de escola rural de Valadares são medalhistas do OBMEP 2019

Cerimônia de entrega das medalhas será amanhã (15) no distrito de Goiabal com a presença do prefeito André Merlo e do secretário de Educação

Dois alunos da Escolha Municipal Antônio de Castro Pinto do distrito de Goiabal foram premiados com medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Matheus Reis Firmino dos Santos vai receber a medalha de Bronze pelo 120º lugar no Estado e Luana Coelho Vaz ficou em 40º lugar em Minas Gerais e receberá a medalha de prata. A entrega das medalhas aconteceu nesta quinta-feira (15) na escola e contou com a presença do Prefeito Municipal André Merlo, do vice e secretário de Governo David Barroso e do Secretário Municipal de Educação José Geraldo Lemos Prata.

A diretora da escola Renata de Jesus Almeida, informou que os alunos premiados são muito participativos e recebem incentivo da família, e agora são também exemplos para outros alunos. “A partir da premiação percebemos uma maior participação e empenho dos alunos na edição do OBMEP 2021, pois eles perceberam que a olimpíada de matemática não é uma realidade distante de nós, é com muito orgulho e satisfação que temos dois alunos medalhistas na nossa escola”, declarou.

O professor de matemática Gederson Pereira da Rocha a partir da classificação dos alunos para a 2ª fase intensificou os estudos e utilizou aulas individuais para orientação com atividades diferenciadas e o resultado veio, um orgulho para a escola, professores e familiares.

A OBEMEP

A OBMEP é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática, e é promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC). O objetivo da competição é contribuir para estimular o estudo da matemática no Brasil, identificar jovens talentosos e promover a inclusão social pela propagação do conhecimento.

A prova é constituída de duas etapas, a primeira etapa encarrega de questões objetivas. Já a segunda fase, conta com cerca de 6 questões discursivas e que exigem do candidato um certo domínio com a questão e com o conteúdo naquele momento. Adiada por causa da pandemia da Covid-19, a 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) terá este ano um novo calendário. As escolas terão até três de agosto de 2021 para aplicar os exames. Fica a critério delas determinar em quantos turnos e em que formatos, presenciais ou remotos, os alunos farão as provas.

Divulgação daNoticia – Site GazetaMinas.com – Secom PMGV – foto Reprodução Imagem Internet – Secom PMGV