Agente da Patrulha de Fronteira que atirou em imigrante é condenado a “liberdade condicional”

Um ex-agente da Patrulha de Fronteira dos Estados Unidos (CBP, sigla em inglês) que atitou em um imigrante em 2017 foi condenado a três anos de liberdade condicional. Duas semanas antes do ocorrido, ele escreveu uma mensagem de texto afirmando que “imigrantes são subumanos e selvagens assassinos”. A sentença foi divulgada nesta quarta-feira, dia 20.

Matthew Bowen, 39 anos, havia se declarado culpado em agosto. Ele poderia pegar até um ano de prisão e uma multa de US $ 100.000. Mas o juiz Thomas Ferraro, do Tribunal Distrital dos Estados Unidos, em Tucson, também decidiu o condenar a liberdade condicional e 150 horas de serviço comunitário. Além disso, terá que pagar pelos custos médicos do imigrante.

Na opinião do juiz, o ato do ex-agente foi apenas um incidente motivado pelo período de “turbulência” vivido na fronteira. “Temos que levar esses agentes aos mais altos padrões. Em geral, eles são dedicados e tentam sinceramente fazer o melhor possível”, disse o magistrado.

Ele disse a Bowen no tribunal: “Quero que você se lembre desse caso. Vamos segui-lo. Se você estragar tudo, você terá um ano de prisão”.
Bowen, que usava terno preto e camisa branca, se recusou a comentar o caso após a sentença.

Divulgação da Noticia – Site BrazilTimes.com – Fonte: Redação Brazilian Times – foto Reprodução Imagem Internet .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

RECENTES